Relacionando…

Não solte a corda, fortaleça os nós…

E se você quiser me ler… 2 julho, 2012

Filed under: Sem categoria — Carlinha @ 10:05 am

http://quantosmundostemmeumundo.wordpress.com/

 

Depois do sumiço… ÁFRICA!!!!! 24 março, 2009

Filed under: 1356 — Carlinha @ 10:45 am

_dsc4597Equipe da África do Sul 2009 – by Nádia Otake

Sei que estou MUITO sumida,  a vida, nesse começo de ano, foi como uma bola de neve. MUITA coisa acontecendo, um desânimo que teimou em aparecer, a necessidade de respirar… Bom que um novo tempo parece estar surgindo. Espero que seja assim, pelo menos.

Esse tempo tem um nome como ponto de partida: ÁFRICA!!!! Creio que minha ida com a equipe da ETED vai ser um tempo marcante naquilo que Deus tem proposto e não vejo a hora de ver tudo acontecendo e compartilhar com vocês.

Meu sentimento é de que vamos ser mais impactados do que impactar no tempo ali e vai ser muito bom ter você comigo nisso. Vou tentar não sumir mais tanto… Você apareça também, por favor…

 

Não sei… 26 novembro, 2008

Filed under: 1356 — Carlinha @ 10:42 am

 

eujoao

NÃO SEI… 

(Cora Coralina)

Não sei… se a vida é curta… 

Não sei… 
Não sei… 

se a vida é curta 
ou longa demais para nós. 

Mas sei que nada do que vivemos 
tem sentido, 
se não tocarmos o coração das pessoas. 

Muitas vezes basta ser: 
colo que acolhe, 
braço que envolve, 
palavra que conforta, 
silêncio que respeita, 
alegria que contagia, 
lágrima que corre, 
olhar que sacia, 
amor que promove. 

E isso não é coisa de outro mundo: 
é o que dá sentido à vida. 

É o que faz com que ela 
não seja nem curta, 
nem longa demais, 
mas que seja intensa, 
verdadeira e pura… 
enquanto durar.

 

Novo 15 novembro, 2008

Filed under: notícias — Carlinha @ 1:10 am
Tags: , , , , , ,

 

eu

 

Novo – que se encontra no início de um ciclo, de um processo (Houaiss)

Novo que me assusta, que atribula, que rouba o sono…

Novo que desafia, bagunça um pouco, leva o conforto…

Novo que fortalece, renova o ânimo, traz esperança…

Novo que gera sonhos, que impulsiona, clama a ir…

Novo, que vem sem pressa, quebrando as cercas que me aprisionam…

Novo, que é bem vindo, celebra o dia, muda o caminho….

Novo, prova única, irrefutável, de se estar VIVO!!!

 

Mafalda 10 outubro, 2008

Filed under: 1356 — Carlinha @ 10:17 am

 

Com quem eu ando?!? 5 outubro, 2008

Filed under: 1356 — Carlinha @ 11:06 am

 

Cape Town - África do Sul - Foto do Julien

Cape Town - África do Sul - Foto do Julien

Com quem eu escolho andar, isso é fato! 

Agora, a grande pergunta, é o que me leva a escolher. Tenho convicção de que a minha escolha se baseia na maneira que eu vejo o mundo e o tipo de relações que quero estabelecer.

Busco pessoas que me adulem, façam bem ao meu ego, cedam às minhas vontades, me animam ou prefiro os que me incomodam, desafiam, confrontam, fortalecem?

Preciso definir aqueles com quem eu escolho andar, já que isso revela outras tantas definições da minha vida. 

Se vejo a vida como um grande parque, em que tudo está pronto e serve ao meu próprio prazer, provavelmente eu escolha aqueles que me mimem o bastante para achar que eu sou o centro do universo. Tudo parece mais fácil, torna mais tranquila minha jornada, evita alguns ajustes e permite, sem sombra de dúvidas, algum conforto. Faz com que eu possa rumar sem alguns conflitos,  mas me rouba da profundidade necessária para que o outro me conheça e saiba para onde e como eu vou, sem nunca me desafiar a viver e transformar os lugares por onde eu passo.

Desafiar a viver… Há só um tipo de pessoas que pode fazer isso e é aquele que me arranca da zona de conforto, me decepciona, me confronta, oferece braços prontos a fortalecer e não poupa palavras para me levar a olhar além do meu próprio umbigo. Esse tipo de pessoas me incomoda e é uma escolha constante caminhar com elas, mas a realidade é que esses são os que me conhecem a tal ponto que podem me lembrar sobre quem eu sou e para onde eu vou, sem erro. Mais que isso me lembram que há muita história nesse mundo a ser escrita pela minha vida.

Interessante é pensar que essa escolha sobre com quem eu ando revela mais do que tem vivido e mostra, verdadeiramente, a maneira que eu me relaciono com Deus. 

Muitas vezes, ao escolher o primeiro tipo de pessoas, mostro que me relaciono com um deus que apenas me paparica, infla meu ego, cede aos meus prazeres, anima quando eu estou desconsolada. Um deus que está tão distante que não pode suportar meus questionamentos ou que é inseguro demais para dizer o quanto eu preciso mudar. Me desculpe, esse deus não é o que eu conheço e, definitivamente, não é aquele com quem eu escolho andar. 

A grande verdade é que eu escolho andar com os de “carne e osso” que me tiram do sério e, com isso, caminho com um Deus real, pronto para minhas dúvidas e medos, rápido pra me confrontar, orgulhoso de me ver realizar sonhos. Um Deus que não precisa da minha adoração, mas se alegra com a minha presença. Um Deus que não precisa dos meus eternos pedidos de perdão, mas se anima com meu arrependimento. Um Deus que não precisa do meu serviço, mas que me chama de amiga, compartilha Seu coração e me desafia a criar, ser resposta e construir Seu Reino. Um Deus cheio de vida, com toda a intensidade que há nela, tão real quanto ao da Bíblia. Com esse Deus eu ando!! 

 

 

 

Pra onde vou… 11 setembro, 2008

Filed under: 1356 — Carlinha @ 12:03 am

“A partir de certo ponto não há volta. Esse é o ponto que se deve atingir.” (Kafka)